Postagens

quinta-feira, 5 de abril de 2018

5 músicas do momento


Antes de tudo quero comentar o fato de que hoje, 05 de abril, o blog está completando dois anos!

Pode parecer pouco tempo, mas para mim não é, porque eu nem imaginava que ainda estaria aqui. Lá em 2016, imaginava que o blog duraria até o fim do ano, eu acabaria vendo que era tudo uma perca de tempo. Mas eu continuei, estou aqui postando, mesmo que para pouquíssimas pessoas.

É certo dizer que ano passado eu desanimei várias vezes, e foi um período bem vazio, com poucas postagens. Mas lá no final, tudo mudou. Eu me motivei a continuar e até reformei a aparência do blog. As coisas se modificaram.

No início era bem diferente, eu era outra L. As postagens mudaram junto comigo; e eu acabo sempre mudando, então os posts também mudam, evoluem.

Pensando bem, posso considerar essa data como o meu segundo aniversário. A Garota de Personalidades nasceu com o Garota de Personalidades. É o meu segundo nome, é o meu blog... É meu dia também. Que confuso! Mas fez sentido para mim.

Enfim, já chega de comemorações por agora e vamos ao que interessa.

Após observar aqui no lado os Principais Marcadores, decidi voltar a postar sobre aqueles que não falo a muito tempo. Começando por Músicas, vou comentar sobre 5 que tenho escutado ultimamente.

Road - Bruno Martini, Timbaland ft. Johnny Franco


Estava eu no meu quarto, quando passou a propaganda da Tim na televisão da sala. Depois passou de novo, e de novo. Com apenas um trecho eu já estava cantarolando a melodia. Procurei no YouTube e encontrei a música. Essa é uma daquelas para ouvir no último volume, por ser muito animada!

Plot twist - Sigrid


Assistindo um vídeo do Eduardo Cilto [assista aqui], ele indicou essa cantora e eu resolvi conhecer. As músicas dela são muito boas, eu gostei bastante. Escolhi esta para mencionar neste post, mas há outras duas que tenho ouvido também. O título me fez lembrar de livros na hora, já que usam muito esse termo em relação a eles.

Puro e simples - Morada [cover Roberta Vicente]


Esta é simplesmente incrível! A conheci pelo cover da Roberta Vicente, então eu só ouço ele. Eu cheguei a ouvir a original [ouça aqui], mas não consegui me apegar tanto; a voz da Roberta trás muito aconchego ♥. Esta música é, definitivamente, pura e simples; o nome defini muito bem. Não me aquietei até aprender a letra, o que não foi tão difícil, pois não é tão extensa. Espero que ouçam, pois é bem bonita. 

Estado da Graça - Itagon


Ainda sobre Roberta Vicente, eu conheci esta em um vídeo dela, onde ela indicou algumas músicas. 
Gosto mais do acústico do que a versão com instrumentos e tudo o mais. Apenas a voz e o violão, foi o que me conquistou. 
Esta é, assim como a anterior, uma música cristã. Não é um estilo musical que tenho [ou tinha] o costume de ouvir, mas quando esbarrei com as duas eu me apaixonei por elas. Ouvi outras, mas foram essas que mais me apeguei. 
Talvez a música pareça confusa, então já vou facilitar para você: a cidade é Jesus! 

Música tema de Miraculous Ladybug - por Laura Marano

 

Essa é a música mais isso é sério? dessa playlist.
O desenho favorito da minha irmã é "Miraculous: As Aventuras de Ladybug", e um dia eu acabei ouvindo esta música, na voz da Laura Marano. Fiquei viciada nela! 

Espero que tenham gostado do post e que tenham se interessado em ouvir alguma das indicações.
Me recomende alguma nos comentários

Bjoos
Garota de Personalidades 

sábado, 24 de março de 2018

Fotografar, um novo hábito | Azul

Tem algo que gosto a um bom tempo e agora me apeguei ainda mais: fotografia.
Eu acompanho alguns blogs e quase todos realizam projetos fotográficos [6 on 6, por exemplo], e isso fez com que eu expandisse meu horizonte, já que minhas fotos são basicamente de livros.

Confiram algumas destas postagens:

Inspirada, pensei "Por que não fazer posts com fotografias, às vezes?". 
Escolhi que este primeiro teria um tema: azul. É a minha cor favorita e de imediato reuni algumas ideias.
Espero que gostem!









1. "A Culpa é das Estrelas" é muito importante para minha vida literária. Um dos meus favoritos e é o livro que reli mais vezes. Gosto muito da capa do filme, mas essa me conquistou mais; é simples e muito bonita ♥

2. Caça aos materiais azuis para tentar fazer uma composição legal. Só depois eu me lembrei dos meus clips azuis de papel...

3. Livros mais uma vez ♥ 

4. Gosto tanto deste tênis que até evito de usar, por medo de que fique desgastado muito cedo. Tenho cada ideia, não é mesmo? 
Uma vez escrevi uma poesia sobre ele [vejam o nível desse amor]. Leiam clicando aqui

5. Uma coisa que quero muito é um dia ter um vaso de alguma flor azul. Enquanto isso não acontece, vivo feliz com as artificiais. 

6. Não sei vocês, mas acho bonitinhas as amostras de perfumes. Talvez este papel/embalagem seja verde, mas finge que não. 

7. Há um mês atrás, aconteceu este maravilhoso momento. Eu fiquei tão feliz quando vi este arco-íris que logo pensei em tirar uma foto. Foi mágico! 

É realmente bom finalizar este post. Bem diferente do que normalmente faço por aqui. 
Espero fazer mais neste estilo [já tenho algumas ideias!]
Obrigada por sua atenção ♥ 

Garota de Personalidades

sábado, 10 de março de 2018

Suportando

Tic toc
O som entrecorta meu ouvido
Ecoa na minha cabeça
Soa profundo
Como uma forte enxaqueca.
Meu impulso é interromper
Fazer isso parar
Impedir com que alcance minha audição
Mas não posso...
Se minhas mãos chegarem perto da orelha
Meus dedos terão cometido um erro
Soltar-sem do ponteiro
A seta que pertence ao relógio
Esse infeliz ser.
Estou aqui
Segurando o quanto firme sou capaz
Suportando o barulho
Aguentando a dor que causa.
Ele se move mais uma vez
O tempo está passando
E o ruído aumenta de novo
Se torna mais agudo
Mais mortal
Meu cérebro está quase desistindo de lutar
Quase mandando minhas mãos cederem
Só que tento lembrar
Tento não esquecer que no alto
Ao longe
Há uma porta
Bem simples e pequena
Que não sei onde leva.
Tic toc
Soa mais forte
Parece que vou explodir com esse
Mas fecho os olhos
Essas esferas (em parte) castanhas querem esperar
Elas precisam ver o que tem do outro lado
Talvez a espera e esforço valham de algo.
Quem sabe o relógio me leve a um lugar melhor?

Garota de Personalidades 

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Viaj(antes)


Aquelas palavras foram calculadas?
Ou apenas mal faladas?
Entraram por um ouvido
Mas não saíram pelo outro
[Antes tivessem]
Resolveram percorrer caminhos
Pois são viajantes
Talvez marcar território
Ou somente se alojar em um canto trivial
Foram ao cérebro
Brevemente
Deixando sua marca de entendimento
Compreensão 
Significado
Mas partiram logo
Para um ponto distinto
Uma localidade diversa
Foram até o sofredor
Ao coração
E por lá cravaram raízes
Fizeram morada
Abandonaram o velho hábito
Viagens?
Não mais
Aquelas palavras horrendas ficaram
Esquecidas não serão
Sedentárias tornaram-se
Só que às vezes resolvem sair
Fazer visita espaço afora
Jorram pelos olhos
Navegam em águas salgadas
Mas, lamentavelmente
Retornam ao lar

Garota de Personalidades 

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

[Resenha] Tartarugas até lá embaixo

Este foi um daqueles livros que bem no início eu já sabia que iria gostar muito. Logo no primeiro capítulo comecei a imaginar quantas vezes ainda iria reler "Tartarugas até lá embaixo". Terminei a leitura com o mesmo pensamento.
O John Green é um autor muito importante para mim [escreverei um post sobre isso em algum momento] então, começar um livro dele envolve muita expectativa. Fico feliz de não ter me decepcionado.


Título: Tartarugas até lá embaixo
Autor: John Green
Editora: Intrínseca

Aza Holmes é uma garota de dezesseis anos, que vive com a mãe em Indianápolis. Vai à escola, tem uma ótima melhor amiga. Sua vida poderia ser normal, não fosse pelas espirais de pensamentos intrusivos.

Aza tem TOC [Transtorno Obsessivo Compulsivo]. A doença é que provoca as espirais de pensamentos. Por exemplo: ela está sentada no refeitório da escola e seus amigos, Daisy e Mychal, conversavam sobre algum assunto que ela não estava acompanhando, porque sua atenção estava no sanduíche sendo digerido em seu estômago e os três trilhões de micro-organismos vivendo dentro de si.

Ela não aprendeu a lidar com sua espiral, mesmo indo às consultas com a dra. Singh e tentando seguir as técnicas que ela recomenda. Mas Aza acaba voltando a reler o artigo sobre microbioma humano e até mesmo a reabrir o corte no dedo médio, que mesmo tendo um band-aid, vem o pensamento de que o corte está infeccionado.

Ainda que presa dentro da própria cabeça, ela não está sozinha no mundo de fora. Sua melhor amiga, Daisy, é uma garota tagarela e bem humorada, que é sonhadora e muito fã de Star Wars. Interessada em ganhar uma recompensa de cem mil dólares, ela convence Aza que elas devem investigar sobre o desaparecimento do bilionário Russell Pickett. E para a sorte delas, Aza conhece [ou pelo menos conhecia] o filho dele, Davis. Tendo um ponto de partida, elas investem nessa "missão".

Amizade, dúvidas sobre amor [principalmente paterno], autocontrole, crises existenciais. É um livro intenso, ao mesmo tempo que tem uma narrativa leve.



O meu primeiro contado com o TOC foi em "Glee". Em uma série com tantos personagens e muitos outros focos, você acaba não se familiarizando com o assunto. Mas em um livro onde a doença é trabalhada e você está na mente do personagem, é tudo diferente. O conhecimento de que o próprio autor a possui, torna ainda mais real e você enxerga a complexidade da situação e como é passar por aquilo.

O meu conhecimento sobre o TOC era bem superficial. Eu pensava que era baseado na obsessão pela limpeza e higiene, mas não é exatamente isso. Sim, esses podem ser motivos de crises, mas são os pensamentos que levam a eles. A falta de controle da pessoa sobre eles; os pensamentos são seus, mas se livrar deles não é fácil. Eles tomam conta da pessoa; as espirais se afunilando, dominando a mente. Enfim, não sei muita coisa, mas acabei aprendendo um pouco. E vi o quanto é difícil.


"Qualquer um pode olhar para você, mas é muito raro encontrar quem veja o mesmo mundo que o seu."
Esta é, provavelmente, minha frase favorita do livro. Eu queria anotar cada uma das frases incríveis que há, mas sabia que teria muitas, por já ter visto algumas em resenhas no Instagram. Temendo que isso fosse atrapalhar, pois eu teria que pausar a leitura várias vezes, decidi que em algum momento irei reler e anotar os quotes. Depois disso, talvez eu faça um post com todos eles.

Sei que há a alternativa dos post-its, mas não tenho o costume de usar, e nem os tenho. Também poderia tirar fotos das páginas e guardar as frases no celular, mas ainda teria que parar de ler muitas vezes. Enfim, que fique para a próxima.



Não deixe de comentar aqui embaixo se você já leu ou pretende ler. Vou adorar saber sua opinião ou expectativa!

Bjoos
Garota de Personalidades

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Essência



Trabalho com palavras
[não profissionalmente]
Vivo com elas
E por elas
Minhas aliadas
Expressam por mim
Aquilo que não sei dizer
Aquilo que não posso descrever
Falam o que sei
E até o que não sei
São meu espelho
E refletem à mim
Meu ser
Meu interior
Essência de um frasco frágil
E quase sempre bem selado

Garota de Personalidades 

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

[Resenha] O Último Olimpiano



Este é o quinto e último volume da série Percy Jackson e os Olimpianos.
Autor: Rick Riordan
Editora: Intrínseca

O tão temido momento se aproxima: a batalha contra os titãs. Os semideuses e os deuses menores estão divididos, alguns lutam no exército de Cronos (atuando através de Luke), que se fortalece cada vez mais quando alguém se une do seu lado. Outros se aliam aos heróis, semideuses como Percy Jackson, Annabeth Chase, Charles Beckendorf, os irmãos Stoll; sátiros (como Grover) e espíritos da natureza; centauros; animais bem peculiares; e muitos outros seres.

Os heróis precisam proteger o Olimpo, ajudar os deuses e salvar tudo que eles criaram. O fim de tais resultaria em uma catástrofe e todos, até os mortais, correm perigo. Para isso, treinaram muito, ainda que seu exército esteja em desvantagem de número e suas chances pareçam mínimas. O lado inimigo se encontra forte e sedento de vingança; e muitos aliados surgem quando seus pensamentos se focam na falta de atenção e o desprezo que os deuses parecem reservar para com eles.

Percy comanda seu exército contra Cronos, que se encaminha para Manhattan, onde se localiza o Monte Olimpo. O monstro Tifão é a distração que ocupa os deuses em outro lugar, longe dos heróis e sem formas de ajudá-los.

O Senhor do Tempo, exercendo suas habilidades, apagou Nova York, e essa se encontra no meio de um caos imenso, mesmo não estando assistindo. Não deixa de correr intenso perigo.

É tudo ou nada. Os olimpianos podem ser destruídos e tudo o mais será, juntamente com eles. A Grande Profecia se encontra em tempo de realizar-se e Percy terá um papel decisivo em relação à guerra que se trava. Seu caminho foi traçado e seu destino pode não ser muito desejado.

★★★

Finalizar uma série sempre me desperta um sentimento incrível e único.
Gostei muito deste livro. A guerra, o papel de cada personagem, os vilões, foram bem trabalhados. A visita que o Percy faz no capítulo Dois me deixou feliz, pois esperava por isso a muito tempo. As revelações foram em bons momentos e os assuntos pendentes foram resolvidos de forma interessante.

Me surpreendi bastante, em vários aspectos. O passado do Luke foi um assunto que me prendeu; era muito necessário para entendermos sua história e forma de agir. 

Sem dúvidas, há muita colaboração e união entre todos. Em uma guerra, todos têm um papel significativo e marcante de alguma forma, e isso é satisfatório de se ver. 

Admirei muito certas decisões do Percy. Achei altruísta a forma como se importou com os outros antes de pensar em alguma realização pessoal. 

No primeiro livro, Percy era uma criança impulsiva. Durante a trajetória dos cinco volumes ele amadureceu e aprendeu muita coisa. Foi uma boa evolução. 

O final me trouxe sorrisos de orelha a orelha! A cena no lago foi tão maravilhosa. Acendeu um calor no coração de felicidade.

Ressaltando o que já disse: gostei muito de ter lido. É ótimo que não tenha me decepcionado com o andamento da história ou ter tido vontade de abandonar. Uma série que favoritei e recomendo muito!

Leiam Percy Jackson e virem meio-sangues como eu. Depois me contem sua experiência, ainda que seja diferente da minha. 

Para saberem minha opinião dos outros volumes, cliquem aqui 

Bjoos
Garota de Personalidades